quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Aero L-29 Delfin

   Projetado para substituir aparelhos movido a pistão então em serviço na Força Aérea da Tchecoslováquia, o protótipo Aero XL-29 voou pela primeira vez no dia 05 de Abril de 1959. O excelente desempenho do XL-29 levou o aparelho a ser escolhido como avião de treinamento padrão para todas as forças do Pacto de Varsóvia , com exceção da Polônia , que optou por manter em serviço o TS-11, projetado e construído por técnicos poloneses.  De projeto simples, fácil de operar e manter, o L-29 Delfin não estola nem entra em parafuso facilmente, podendo ser operado em pistas de grama, areia ou muito encharcadas. Aluno e instrutor sentam-se um na frente do outro em assentos ejetáveis sincronizados , havendo espaço sob as asas para levar armamento leve para treinamento. 

   Em 1963, os primeiros aparelhos começaram a entrar em serviço e quando a primeira fase de produção se encerrou 11 anos mais tarde, cerca de 3.600 aparelhos tinham sido construídos, destes cerca de 2.000 foram para a Força Aérea da União Soviética e os demais para países como, Bulgária, Tchecoslováquia, República Democrática Alemã ( Alemanha Oriental ) Hungria, Romênia, Egito, Guiné, Indonésia, Iraque, Síria e Uganda. Durante a Guerra dos Seis Dias contra Israel, num momento desesperado o Egito enviou os seus Aero L-29 a fim de enfrentar a Força Aérea Israelense. Houve ainda duas versões finais, a primeira foi uma versão monoplace L-29A Delfin Akrobat, construída em pequena quantidade e destinada a demonstrações acrobáticas, a segunda era um aparelho exclusivamente de ataque chamado L-29R, que só apareceu sob a forma de protótipo.

fotos de Daniel Rybka & Michal Krechowski

por: Marie Bernarde

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário