terça-feira, 15 de junho de 2010

Sukhoi T-4

   Não é sem motivo algum que alguns consideram o Sukhoi T-4 como uma verdadeira jóia da Aviação. Desconhecido pelo público em geral, o T-4 só ficou conhecido pelo ocidente em 1982 quando foi entregue ao museu da Força Aerea Russa em Monino . Inicialmente previsto, em 1962, como um interceptador de Mach 3, acabou sendo desenvolvido como um lançador de mísseis, para ataque nuclear, e fez seu primeiro voo em 22 de Agosto de 1972, tornando-se o primeiro jato de combate projetado para ter controles de voo assistidos por computador (FBW, Fly-By-Wire).  Foi também pioneiro no uso estrutural de Titânio, além de outras tecnologias avançadas.

  Com quatro motores RD-36-41, de 16.150 kgf cada ( pós-combustão), especialmente concebidos, deveria atingir 3.200 km/h, com alcance de 4.000 km . Porém, seus altos custos e as lutas políticas na cúpula soviética definiram o cancelamento do programa após apenas dez voos de testes - todos com sucesso.    Mas o que mais chama a atenção a um observador mais atento, é a extrema semelhança de seu projeto com o avião que ele deveria interceptar, neste o caso, com o North American XB-70 Valkyrie, bombardeiro Americano que nunca passou da fase de protótipo, desde a instalação de seus motores, ao desenho da fuselagem e do próprio nariz. Apesar de possuírem dimensões diferentes, a semelhança dos dois projetos é notória.

fotos de Fvodor Borisov & Steve Brimley

por: Marie Bernarde

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário