sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Lockheed F-104 Starfighter

   No dia 04 de Março de 1954 voou pela primeira vez um protótipo do Lockheed F-104. Era o início de uma história controvertida, aclamado pelo seu fabricante como o Míssil com um homen dentro, foram necessários 4 anos para que o F-104 se tornasse operacional; quando ficou pronto, a Força Aérea Americana ficou decepcionada e mal usou a versão F-104C no Comando Estratégico. Podia ter sido o fim, mas no final dos anos 50 vários países - Dinamarca, Itália, Holanda, Noruega, Canadá, Japão, sob a liderança da Alemanha Ocidental avaliaram uma dúzia de aviões para um programa de fabricação internacional e o Starfighter foi o selecionado.

   Esse programa produziu o F-104G (G de Germany - Alemanha) um caça de ataque polivalente, que foi fornecido a todos os países do consórcio. A Itália foi além,  e construiu o F-104S (S de Sparrow, Pardal) um caça de combate aéreo que utilizava mísseis ar-ar Sparrow III e Sidewinder  no lugar de bombas e foguetes, mas o F-104 era um avião que não permitia erros dos pilotos e isto associado ao seu assento ejetável que ejetava para baixo, levou a um grande número de acidentes, na Alemanha ele ficou conhecido como " fazedor de viúvas " e depois de muitos sacrifícios, a Alemanha conseguiu pelo menos colocar um assento que ejetasse para cima. Os últimos construídos foram 40 F-104S encomendados pela Turquia, sendo o último entregue em 1976.  Abaixo dois F-104 Starfighter em " trajes " de Tigre.

fotos de Günter Grondstien & Stuart Freer

por: Marie Bernarde

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário