sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Mikoyan-Gurevich MIG-25

   No final da década de 50, a North American Aviation, desenvolvia um bombardeiro estratégico que deveria ter um alcance sem reabastecimento de 12.200 quilômetros, percorridos à velocidade de mach 3 assim que atingisse a altitude de cruzeiro. Tal capacidade preocupou a União Soviética, que deu prioridade de criar um interceptador que deveria estar operando em 1964, data prevista de entrada em serviço do B-70 Valkyryie (que nunca passou da fase de protótipo). Um destes interceptadores criados, foi o Tupolev Tu-128 (28P), que com os seus 27,20 metros de comprimento, é até hoje o maior caça do mundo construído e o maior a entrar em serviço, o outro foi o Mikoyan-Gurevich MIG-25 ou Foxbat.

   Com uma envergadura de 13,95 metros, comprimento de 23,80 metros , 56,80 m² de área de asas, dois motores Tumansky cada um com 12.250 kg de empuxo, o Mig-25 era capaz de atingir 24.385 metros de altura e dirigir-se para o seu alvo a 2.975 km/h.  Seu alcance estimado de 1.130 km o transformava num verdadeiro interceptador capaz de derrubar o B-70 Valkyryie , se este algum dia tivesse passado da fase de protótipos, durante anos os soviéticos levaram seus Mig-25 para o Egito e lá, sempre conseguiram escapar de serem interceptados pelos F-4 Phantom II da Força Aérea Israelense . Estes aviões , também foram vendidos para a Argélia, Iraque, Líbia e Síria. Também foram construídas mais duas versões, uma de treinamento com uma segunda cabine no nariz mais abaixo e outra com um novo radar pulso Doppler. Começou a ser substituído no início da década de 80 pelo Mig-31 que era um versão modernizada e muito melhorada do Mig-25.

fotos de Chris Lofting & Illya Morozov

por: Marie Bernarde

  

2 comentários:

  1. o MiG25 foi projetado para velocidade maxima, para combater o US B-70 bombardeiro supersonico de alto alcance, por isso tinha uma velocidade muito superior devido aos grandes motores instalados na sua estrutuura... ele era rápido, mas nao muito manobravel..

    ResponderExcluir
  2. Sim, ele era praticamente um Interceptador de Linha Reta, ou seja, não foi planejado para Combates Aéreos e sim para abater alvos como o B-70 com misseis e retornar a sua base.
    Anne Marie...

    ResponderExcluir