quinta-feira, 9 de setembro de 2010

O avião elétrico mais pequeno do mundo já voa

Olha-se para ele e algo nos remete para imagens de alguns filmes de James Bond. Mas não, não é nenhuma cena de filme. Embora muito pequeno, consegue voar sem emitir um único grama de dióxido de carbono. Primeiro foi a corrida aos carros elétricos pelas grandes construtoras. Depois começaram a surgir alguns autocarros e até caminhões auxiliados por motores elécricos. Também já há navios carbono zero e, agora, chegou a vez dos aviões. O Cri-Cri é feito de vários materiais compósitos, o que reduz o seu peso, e é servido de baterias de iões de lítio de alta densidade. A uma velocidade de 110 quilómetros por hora tem uma autonomia de 30 minutos. Mas se a opção forem voos acrobáticos ou uma velocidade de 250 k/h, aí, já não se aguenta mais que 15 minutos no ar. A EADS, empresa promotora do projecto, também já está a trabalhar na construção de um helicóptero movido a biocombustível feito a partir de algas.
  • ExameExpresso.Pt

Nenhum comentário:

Postar um comentário