segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Mikoyan-Gurevich Mig-15

por: Marie Bernarde

         Os primeiros exemplares do caça a turbojato MIG-15 foram entregues a Força Aerea soviética perto do fim de 1948. Antes dele, os soviéticos só tinham tido dois aviões a reação o MIG-9 e o YAK-15, ambos com motores que eram quase cópias de turbinas desenvolvidas na Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial, mas mediante um tratado comercial de 1946, a União Soviética recebeu da Grã-Bretanha diversos exemplares do turbojato Rolls-Royce Nene logo o motor entrou em produção local como turbojato RD-45F com 2.270kg de empuxo. O grande diâmetro da Turbina, devido ao seu compressor centrífugo, foi o responsável pelo aspecto rotundo da fuselagem do aparelho.

   Foram feitas muitas variantes e estima-se um total de produção de 3.000 unidades, incluindo as fabricadas na antiga Tchecoslováquia como S-102 e S-103 e na Polônia como LIM-1 e LIM-2. Além da variante de caça, foi também construída uma variante biplace de treinamento chamada MIG-15 UTI baseada na versão melhorada 15 Bis e como a segunda cabine destinada ao instrutor diminui a capacidade de levar combustível, essa variante normalmente é vista com tanques externos, dessa variante foram fabricadas mais de 5.000 unidades que foram utilizadas por Forças Aéreas de mais de 20 países. 

fotos - Christian Bremer & Jeremy Gould

Nenhum comentário:

Postar um comentário