quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Embraer ERJ-175 E2

EMB-170/175 E2

A Embraer E-Jets Line 2 é composta de duas famílias principais de aeronaves comerciais criadas para sucederem os E-Jets originais. O programa foi lançado no Paris Air Show em 2013. Em 2010, a Embraer para concorrer diretamente com os modelos da CSeries, lançou uma extensa reformulação de suas aeronaves da família E-Jets. As novas variantes estariam melhor posicionadas para competir com o CSeries que passou a chamar-se Airbus A220, depois que a Bombardier passou a fazer parte do grupo Airbus e seriam propulsadas por novos motores com Fans de maior diâmetro que ofereceriam melhorias no consumo específico de combustível, bem como um trem principal de novo design e uma nova asa. O primeiro E-Jet E2, foi um E190-E2 que fez o seu rollout em 25 de fevereiro de 2016 e seu primeiro voo em 23 de maio do mesmo ano em São José dos Campos, tendo voado por cerca de 3 horas e 20 minutos e verificou-se posteriormene que o programa teve menos desafios do que o previsto pelos engenheiros da Embraer.

Já o E175-E2 (EMB 190-500), na faixa de 80 lugares é o menor da família E-Jets E2 de segunda geração e será estendido por uma fileira de bancos a partir do E175 por 0,60 metros e irá acomodar 90 passageiros. Ele foi agendado para a primeira entrega em 2020, mas a entrada em serviço até o momento está atrasada em um ano para 2021, uma vez que estará acima do limite de peso da cláusula de escopo, em oposição ao atual E175. Atualmente o E175-E2 conta com 100 encomendas firmes, todas feitas pela SkyWest Airlines norte-americana.  fotos - Internet